Tuba Livre a todo vapor no Facebook

sábado, 25 de junho de 2011

Turismo: o velhinho do Sarney

image Fonte da imagem: Blog do Aceveda

O Ministro do Turismo, Pedro Novais, acusado de utilizar verba pública para pagar a diária de um motel, foi indicado pelo senador José Sarney e tem chamado atenção pela divisão de recursos para os estados brasileiros, beneficiando o estado do Maranhão, reduto do clã Sarney. Dados da Controladoria-Geral da União mostram que o estado do Maranhão já recebeu mais recursos que os estados do Rio de Janeiro e Bahia, que são estados com grande fluxo de turistas. Para os fluminenses, o montante é próximo ao recebido da pasta apenas em agosto do ano passado.

De acordo com informações, o ministério irá liberar mais de R$ 1,8 milhão para projetos de infraestrutura em Timon, cidade vizinha de Teresina, que não tem pontos turísticos que receba fluxo de turistas para tamanho investimento. Enquanto Teresina com o encontro dos rios, Central de Artesanato, Mirante da Ponte Estaiada, parques ambientais, não recebeu tamanho investimento.

Ao todo, foram 35 convênios assinados com prefeituras e com o governo estadual – praticamente todos aliados do clã Sarney. Em um semestre com pesados cortes promovidos pela presidente Dilma Rousseff, Novais já empenhou mais do que a metade dos R$ 13 milhões disponibilizados a seu Estado ao longo de todo o ano de 2010.

Entre as principais liberações de verba do Ministério do Turismo para o Maranhão estão mais de R$ 1,8 milhão para projetos de infraestrutura em Timon, na divisa com o Piauí, R$ 1,1 milhão para uma estância hidromineral em Caxias e R$ 708 mil para pavimentar ruas em Grajaú.
Curiosamente o Amapá, Estado pelo qual Sarney tem mandato de senador, é o único não recebeu nenhum centavo do Ministério do Turismo neste ano.

Fonte: Portal 180Graus

Pedro Novais, aliado dos Sarney, dá ao MA para obra que não é de turismo o dobro da verba destinado a outros estados

O ministro do Turismo firmou este mês com a governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), um convênio de R$ 20 milhões para financiar uma das principais promessas de campanha da aliada. O valor é o maior assinado pelo ministério em 2011. A soma de todos os outros pactos firmados pela pasta do Turismo com estados e municípios, desde que Novais chegou ao governo federal, não atinge a metade desse montante. Maranhense, Novais também é do PMDB.

O dinheiro da União vai bancar a primeira “medida de impacto” anunciada por Roseana na campanha eleitoral de 2010: a Via Expressa de São Luís, que ligará duas avenidas da capital maranhense. Na imprensa local, no site do governo do estado ou no Ministério do Turismo, a obra da Via Expressa jamais aparece como prioridade turística. É uma importante obra de infraestrutura. Novais já empenhou R$ 2 milhões, de um total de R$ 20 milhões que deve desembolsar ao longo dos próximos dois anos. A contrapartida do governo estadual será de R$ 5,9 milhões. Enquanto isso, o Aeroporto de São Luís perdeu o status de internacional porque a Receita Federal verificou que o teto do saguão de passageiros ameaça desabar.



A ligação mais forte entre a obra da Via Expressa e o turismo em São Luís é a intenção de Roseana inaugurar a nova avenida, de 5,3 quilômetros de extensão, no aniversário de 400 anos da cidade, em 8 de setembro do ano que vem. Para isso, dividiu a obra em três lotes que, somados, custarão R$ 109 milhões. A Secretaria de Turismo de São Luís confirma: a Via Expressa não integra a lista de prioridades turísticas para o município, que está focado na recuperação do Centro Histórico.

Não por acaso, Roseana esteve em Brasília com Novais em 13 de junho, quando o extrato do convênio da Via Expressa foi publicado no Diário Oficial da União (DOU). Porém, ela não fez alarde sobre a ajuda do amigo para pagar sua promessa de campanha. No dia seguinte, preferiu destacar o convênio de R$ 2,86 milhões para a restauração do Palacete Gentil Braga, prédio integrado ao patrimônio histórico de São Luís. Aliás, esse é o segundo convênio mais polpudo entre os 42 assinados pelo ministro nesses primeiros seis meses de governo.

Esta notícia completa do O Globo, reproduzido no Blog do John Cutrim, você lê aqui: http://www.jornalpequeno.com.br/blog/johncutrim/?p=18213 

Ouça agora o comentário de Arnaldo Jabor, da rádio CBN, sobre as peripécias de Pedro Novais no Turismo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
▲ TOPO ▲