Tuba Livre a todo vapor no Facebook

domingo, 21 de março de 2010

Juventude conectada desafia modelo tradicional de ensino

Enquanto a geração do século 21 nasce plugada e desafia os modelos tradicionais de educação com inéditas formas de pensar e de aprender, a escola que se propõe a ensiná-los pouco se modernizou nesses dois séculos.

A constatação a seguir é muito interessante para quem é educador ou se interessa por educação:

Neste início de ano, especialistas em educação fazem um alerta: a escola precisa mudar para acompanhar o ritmo da chamada geração Y
Se um estudante do século 19 voltasse às aulas hoje, como boa parte dos alunos gaúchos, provavelmente se espantaria com o comportamento dos colegas e com a parafernália eletrônica que carregam nas mochilas, mas reconheceria de longe a sala de aula: o quadro negro, as fileiras de classes e a figura do professor à frente da turma lhe pareceriam muito familiares. Enquanto a geração do século 21 nasce plugada e desafia os modelos tradicionais de educação com inéditas formas de pensar e de aprender, a escola que se propõe a ensiná-los pouco se modernizou nesses dois séculos.

Continue lendo esta notícia no portal CM Consultoria: http://www.cmconsultoria.com.br/vercmnews.php?codigo=43149

A escola pública está parecida com um armário velho e podre, comido por cupins, que mesmo visivelmente prestes a ceder, mantém-se firme e não cai; ou como uma casa velha quase em ruínas, mas que apesar de tudo resiste ao tempo e não desmorona.
O que é lamentável, pois se caísse de vez, teríamos que construir uma nova, antenada com o século 21. E assim nos livraríamos desse parque dos dinossauros que só sabe vomitar moral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
▲ TOPO ▲