Tuba Livre a todo vapor no Facebook

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

A Alienação do Natal


Natal: data do apogeu da alienação. Não, o blog não foi criado durante o Natal.

No Natal as pessoas agem sempre da mesma maneira. Todos fazem a mesma coisa: ceiam, reconciliam-se, compram presentes, fazem promessas. As compras são sempre iguais: peru, champanhe, frutas secas, panetone. E alguns desses itens são vendidos só nessa época do ano.

Deve-se comprar presente para todos os gostos, ainda tem o tradicional amigo invisível. Os comerciais na TV sempre impulsionando, parece que dizem apenas “comprem, comprem e comprem”.

As notícias no jornal são alienantes: o presente que o pai nunca sabe escolher, as vendas batem recordes, preço de passagens, opções para quem vai viajar. Parece que eles apenas repetem a notícia do ano anterior.

E as mensagens de paz e amor? As caridades: fazer uma criança feliz, e alimentar um faminto. Parece que é só no Natal que a pobreza aparece aos nossos olhos. Na verdade o ser humano pratica essas coisas para se livrar de um incômodo, não pode passar o Natal bem, se não deu nenhuma esmola. Esse é o verdadeiro espírito natalino: “me livrar da minha consciência”.

Até as tragédias se tornam mais trágicas no Natal. Famílias perdem filhos o ano inteiro. Mas se acontece uma fatalidade nessa época do ano, a TV nos mostra: “Natal triste para uma família no interior de São Paulo...”

Promessas de todo o tipo são feitas. Mais uma vez a questão de se livrar da consciência. “Eu não fiz nada que prestasse o ano todo, mas só fato de prometer que esse ano eu farei, já me sinto melhor”.

Será que as pessoas não se dão conta de que suas ações são ditadas por um comportamento geral, pelo marketing, pelas cenas da novela e pelo que a TV mostra?

Aí você diz: mas temos que preservar o espírito do Natal!

Sim, é exatamente disso que estou falando. Essa frase é repetida todo ano. Por que tem que preservar? As pessoas fazem e repetem isso sem saber por quê. E o verdadeiro motivo é? Tem que preservar, por que tem que comprar, por que o capitalismo quer que você compre, não precisa ter outro motivo, apenas compre e consuma os produtos materias e culturais que lhe são empurrados.

Consuma bastante no Natal, e se você se sentir mal com isso, pela sua arrogância de ter muito enquanto os outros não têm nada, faça uma caridade. E se ainda você se sentir só e vazio, dê presentes para os seus amigos e faça festas. E ainda assim ,se você continuar se sentindo vazio, compre um livro de autoajuda, ou ligue a TV, pois estará passando algum programa espiritualmente positivo.

2 comentários:

  1. A gente sabe disso, mas estamos aqui comemorando o Natal e distribuindo presentes. Somos uns manipulados mesmo!
    FELIZ NATAL e um próspero (clichê) ano novo!

    ResponderExcluir
  2. Ah ja passou mesmo
    Feliz ano novo pra ti tambem Miriã

    ResponderExcluir

 
▲ TOPO ▲