Tuba Livre a todo vapor no Facebook

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Mitos



Eis um dos motivos pelo qual não gosto de crianças/adolescentes.


A cada nova geração ( uma geração de 8 a 10 anos ) os mitos se renovam. E é chato você escutar as mesmas histórias sabendo que são falsas. Da primeira vez, você também é uma criança ingênua, acredita e passa adiante; é uma vítima. Das outras vezes tem que escutar impacientemente um guri abestado dizer que viu a Barbie mexer a cabeça e piscar o olho, crente que isso aconteceu mesmo.

Isso se repete sempre. Você sempre vai ouvir uma criança que ouviu de outra criança, que ouviu de outra criança... A cada nova geração você ouve dizer que as músicas da Xuxa são diabólicas; o símbolo da Coca-Cola é diabólico; a própria é uma mistura de cocaína com outro ingrediente desconhecido (provavelmente inventado pelo Diabo); símbolos feitos com as mãos também são diabólicos; Trident na verdade significa o tridente do Diabo. Os filmes da Disney também são do Diabo.

A cada nova geração você ouve histórias sobre a Mulher de Branco. Sobre uma pessoa que ataca outras com uma seringa infectada com o vírus HIV. Uma suposta mulher loira que foi morta em um banheiro de escola e agora sua alma está assombrando os banheiros escolares.

Toda vida ouvimos as mesmas histórias. Porque, enquanto existir gente imbecil para acreditar nelas, elas estarão sempre aí. Histórias sobre disco voador; Chupa-cabra (não, Chupa-cabra não); plantações servindo de sinais para alienígenas; sobre o monstro do Lago Ness; ET de Varginha; Chupa-cabra (não, esse não). E por aí vai... Nem devia ter falado tanto o nome do Diabo aqui por que agora ele vai aparecer para me infernizar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
▲ TOPO ▲