Tuba Livre a todo vapor no Facebook

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Maranhão: conheça mais sobre o Estado de Sarney


Maranhão: (sobre)viver aqui é bom demais! Venha amarrar seu jegue aqui!

Conheça mais sobre o Estado mais pobre que mais cresce no Brasil:

Fundação:

Foi fundada por um cidadão muito humilde que hoje quase não é lembrado no cenário nacional, um tal de Sarney. Ou, como diz a lenda, por um fidalgo inglês que atendia pelo título de sir Ney.
Capital:

São Luís - Disputa com Teresina o título de pior capital/mais atrasada do Brasil. Porém Deus teve piedade do lugar e colocou praias em São Luís.

Cidades Importantes:

Imperatriz: capital da pistolagem.

Codó: capital brasileira da macumba.

População:

Políticos e pescadores.

Indicadores:

Analfabetismo: 120%, hoje.

Mortalidade Infantil: 150%, hoje.

Expectativa de Vida: Não há. Geralmente a expectativa é de morte.

PIB: R$2,00 e 30 milhões de mosquito por pessoa.

IDH: Esse “D” é de desenvolvimento ou de desgraça? Por que se FÔ DE desgraça estamos em primeiro lugar.

Clima:

Predominância de três estações: Verão, Calor e Mormaço.

Vegetação:

Babaçu abunda.

Comida Típica:

Farinha

Guaraná Jesus
Coco babaçu
Azeite de coco babaçu
Arroz de cuxá


Estilo de Vida

Para nascer, Maternidade Marly Sarney;
Para morar, escolha uma das vilas: Sarney, Sarney Filho, Kiola Sarney ou Roseana Sarney;


Para estudar, há as seguintes opções de escolas: Sarney Neto, Roseana Sarney, Fernando Sarney, Marly Sarney, Sarney Filho e José Sarney;

Para pesquisar: Biblioteca José Sarney;

Para inteirar-se das notícias, leia o jornal "O Estado do Maranhão", ou ligue a TV na TV Mirante, ou sintonize as Rádios Mirante AM e FM, tudo do grupo Sarney;

Para saber sobre as contas públicas: Tribunal de Contas Roseana Sarney Murad (recém batizado com esse nome, coisa proibida pela Constituição, lei que no Estado do Maranhão não tem nenhum valor);

Para entrar ou sair da cidade, atravesse a ponte José Sarney, pegue a Avenida José Sarney, vá até a Rodoviária Kiola Sarney. Lá, se quiser, pegue um ônibus caindo aos pedaços, ande algumas horas pelas 'maravilhosas' rodovias maranhenses e aporte no município José Sarney;

Não gostou de nada disso? Então quer reclamar? Vá, então, ao Fórum Desembargador Sarney Costa, procure a Sala de Imprensa Marly Sarney, informe-se e dirija-se à Sala de Defensoria Pública Kiola Sarney...

Dialeto:

ACOMODA: Imperativo. "Fique quieto!"

AGARRAR: Ficar, namorar.

AMOSTRAR: Mostrar algo a alguém.

APEGADO: Adjunto adverbial de lugar; significa ao lado de...

BANHAR : Verbo; tomar banho.

COISA: Pode ser qualquer coisa. Desde substantivos, adjetivos e até verbo (coisar alguma coisa); também pode ser uma interjeição, ex.: que coisa! Equivale ao "trem" dos mineiros.

ÉGUA ou ÉGUAS: Interjeição; indica espanto, conformação, concordância, até surpresa. O mesmo que "ôxe" pro pernambucano, "valha" pro cearense, "urra meu" pro paulista e assim vai. Ex.: "ÉGUAS, cara, conseguiste?", "ÉGUA, me fudí", "ÉGUAS, olha só aquela pequena...", ou simplesmente "ÉGUA..."

ESBANDALHAR: Quebrar; deteriorar um objeto.

FULÊRO: Otário; sujeito que vacilou com alguém.

HEM-HEIM : mas com certeza você não conseguirá ler isso da maneira correta. Tem que dar ênfase na entonação do primeiro HEM. Significa... é... meu Deus, o que significa isso? Bem, significa... mas também pode significar... ou ainda... hummm... Acho que a gente fala isso quando concordamos com alguma coisa, é isso.

MANGAR: Desdenhar de alguém; tirar sarro.

PIQUENO(A): Sujeito de quem se fala.

QUALIRA: Veado, bicha.

SE EMPUTECER: ficar extremamente zangado, sem relação direta com puta. Se São Luís fosse realmente a “Atenas Brasileira”, ninguém falaria “se emputecer”, e sim, “emputecer-se”.

XIRI: Designação chula para a genitália feminina.


Dicas aos turistas

Se te oferecerem guaraná Jesus, beba, mas você não é obrigado a comer biscoito Maria.

Não chegue na Festa da Juçara querendo tomar Açaí, eles não vão te vender nada.

Tome cuidado com seu vocabulário, expressões como: obrigado, bom dia, com licença, por favor, não há de quê... não são usadas aqui.

Se alguém pisar seu pé não deixe de pedir desculpa.

Carroças: são muito importantes para o desenvolvimento econômico do Estado. Por isso não se admire de vê-las pelas avenidas juntamente com outros veículos de tração animal (carros e ônibus).




VEJA ALGUNS LUGARES E PESSOAS DO ESTADO


13 comentários:

  1. ACHO QUE A IGNORANCIA ESTA EM TODO LUGAR, LENDO ESSE SITE TIVE A CERTEZA QUE O BRASIL NAO TEM JEITO, NOS AINDA TEMOS MUITAS PESSOAS QUE SAO TÃO IMBECIES QUE ACHAM QUE FAZEM GRAÇA, UM EXEMPLO MAIOR E O IGNORANTE QUE ESCREVEU ISSO AQUI, NAO CONHECE O MARANHÃO E NEM A SUA HISTORIA, ELE DEVERIA COLOCAR A SUA ORIGEM PARA QUE TODOS POSSAM PESQUISAR SOBRE A SUA TERRA NATAL, QUE DEVE SER PIOR, ACHO QUE VC TEM QUE ESTUDAR MAIS OU ENTÃO ENTRAR PARA UM CIRCO, MAIS PARA SER PALHAÇO DESSE CIRCO VC TEM QUE SER NO MINIMO ENGRAÇADO, PORQUE SE NAO VC VAI TER QUEJUNTA A BOSTA DOS ANIMAIS QUE SÃO MUITO MAIS IMPORTANTE DO QUE VC CARO AMIGO BABACA

    ResponderExcluir
  2. Eu devia excluir esse comentário pelo baixo teor da linguagem, mas vale a pena deixá-lo aqui para que o imbecil que ecreveu, que não sabe nem o que é uma vírgula, possa ver a vergonha que passou; porque, além de não saber escrever, não sabe ler. Caro amigo babaca anônimo, eu vou dizer a minha origem para que você possa falar mal: eu sou de São Luís, MARANHÃO. Nasci na "Materno Infantil", pior maternidade pública, da pior capital do Brasil no Estado mais atrasado do país! Agora pode falar mal! Mete o pau! Eu conheço o Maranhão muito bem, conheço sua história, apesar de não ter avançado muito no tempo, pois ainda vivemos no coronelismo, nas oligarquias, na mão de obra escrava e no atraso agrícola e industrial (industrial?). E a pior coisa que eu acho nesse pedaço de chão que está para ser arrancado do continente e navegar à deriva pelo oceano, é a mente desses maranhenses conformados, que acham que aqui está tudo bem e os políticos aproveitam para pisar ainda mais. E, por favor, da próxima vez leia o texto com mais cuidado antes de comentar besteira e, por piedade, por todos os blogueiros, escreva com clareza e com correção ortográfica!

    ResponderExcluir
  3. kkk! essa foi boa, mas num é q é assim msm! gostei das gírias! continue alienada com seu blog.

    ResponderExcluir
  4. Muuuuuuuuuuuuito legal!!!!!!!!

    obs: só maranhense pode esculachar maranhense!!!!acima disso já é rebaixar-se d+, ruummm…

    ResponderExcluir
  5. Sou suspeito pra dar opinião, pois não sou daqui de São Luís… mas… quer saber? É por aí mesmo!
    Paciência se tem maranhense que não enxerga (ou se falta informação)!

    ResponderExcluir
  6. Caramba… bem interessante!
    Uma amiga de trabalho estava por abrir uma filial da empresa no Maranhão, agora eu consigo ver pq ela desistiu!

    ResponderExcluir
  7. Vjo que vc é desiludido da vida, em uma pequena parte vc tem razão quando fala dos SARNEYS, mas quando vc diz no ultimo parágrafo que o povo e mal EDUCADO, não desculpar não compreensível, isso é ridículo,mais a culpa não é tua e sim dessa democracia ridícula que vivemos, se não eu ia ti procurar e te MATAR SÓ ISSO.

    ResponderExcluir
  8. TU PERTENCE A QUAL ESTADO ?????????????????

    ResponderExcluir
  9. Para R.Lopes

    Eu sou uma desiludia. Sou desiludida de Cidadania, de Educação, de honestidade. De esperar por tempos em que a Corrupção será combatida com seriedade e competência, por um povo que está cansado das mesmo sistema ordinário de sempre.

    Mas se isso é uma utopia, se o Brasil continuar cheio de gente com mente pequena, de gente que vive nas sombras e que nunca saiu, nem quer sair da caverna de corrupção, ideologias e desmandos políticos, gente como você que vê o mundo cor-de-rosa enquanto só há lama e podridão, então eu sou uma desiludida.

    Resposta quanto ao meu Estado (não precisava, está no post):

    Eu sou do Maranhão! Dessa desgraça!

    ResponderExcluir
  10. Eu sou maranhense, mas não me encontro no direito de colar na bandeira do estado imagens ofensivas e um artigo inteiramente depreciativo, pois a ignorância começa por aí, em depredar o Estado, em colocá-lo a mercês de baixaria...
    Nunca me senti ofendida por um conterrâneo, nunca me senti tão machucada por uma redação como por essa que deparei-me!
    O preconceito com sua própria naturalidade, isso não se percebe em nenhum outro lugar no país, me envergonho por você amigo, desculpa, mas você é o único maranhense, que nem conheço, mas conseguiu cair no meu conceito!
    Fico verdadeiramente triste, pois isso não tem nada de ajuda social, perdeste tempo precioso ao sentar e trabalhar com essa página pobre, horrenda.

    ResponderExcluir
  11. Nossa! Eu sou a única maranhense que cai no seu conceito! Em que grau se encontra Rosena, Fernando, e o pai deles senhor José Sarney. O Lobão, o Zé Gerardo...

    ResponderExcluir
  12. Suely da Costa Torres27 de junho de 2010 18:12

    Quanto à procedência da pessoa deve ser de um estado que não existe miséria, políticos corruptos... O que é engraçado é que quem poderia falar mal elogia. È o caso de europeus, asiáticos, Sulamaricanos, Norte Americanos, que conhecem e voltam encantados com as belezas naturais, cultura, culinária.

    Afinal não é pra todos: ter o segundo maior litoral Brasileiro, o maior acervo Português da America Latina, ser cidade Brasileira da cultura, Patrimônio mundial da UNESCO, temos o Delta das Américas, Lençóis Maranhenses (Oasis Brasileiro), Ilha do Amor, Jamaica Brasileira, Temos o porto mais estratégico do Brasil; próximo da Europa; EUA e África. Temos o melhor lugar do Mundo para Lançamento de foguetes que é cobiçado por Americanos; Russos; Japoneses... Manifestações folclóricas variadas e riquíssimas. No passado fomos disputados por Franceses, Holandeses e Portugueses. Alem de outras qualidades que eu poderia passar vários dias escrevendo.

    ResponderExcluir
  13. Olá eu também sou indignado, por isso concordo plenamente com tudo, mas o povo é vítima de muitos e muitos anos de mando e desmando e tirania de uma grande maioria dos políticos, pois em tempo de eleição compram os votos de muitos maranhenses com pares de sandálias alguns trocadilhos e muitos e outras besteiras, pois uma grande parte do povo é bestializada, por não ter uma educação de qualidade onde a maioria não chega a concluir o ensino médio, isso é vergonha!
    Mas infelizmente tudo isso ainda vai acontecer por muitos e muitos anos, por que a população se desenvolveu com uma mentalidade pequena e por isso não brigam por seus direitos, direitos esses; constituído por lei, mas o povo daqui, vive a mercê de políticos desonesto, porque enquanto houver uma educação de má qualidade nesse estado, os políticos corruptos sempre reinarão, pois sem educação, não há informação.
    Agora vou lhes falar do Capital onde tem vários títulos importantes como: cidade patrimônio histórico da humanidade, capital nacional da cultura, mas infelizmente tem a parte ruim, onde engloba toda cidade, nessa linda cidade turística; mais de 80% dos bairros não tem saneamento básico, isso inclui: rede de esgoto, pavimentação das ruas e água encanada, sem falar que a maioria da ruas e avenidas estão cheias de buracos e água contaminada por toda parte e agora eu pergunto; será que nunca haverá uma fiscalização do governo federal em todos os órgãos públicos desse estado para que as coisas comecem a funcionar corretamente ?
    Tal vez assim eles procurem criar vergonha na cara e coloquem esse estado no século XXI, pois ao que parece o Maranhão está engatinhando no século passado, infelizmente a capital São Luís está pior que a capital do Piauí.
    Obs. O povo daqui não é mal instruído por opção e sim, por omissão
    Fica aqui o meu desabafo, pois o povo daqui não tem coragem de protestar

    ResponderExcluir

 
▲ TOPO ▲